Diversos

Home » Diversos

Pré-impressão:

Imprimir é reproduzir um trabalho solicitado com a maior fidelidade possível. Quanto mais próximo estiver do solicitado tanto melhor é o profissional gráfico que o fez.
Partindo dessa premissa, e seja qual for o processo de impressão, a chave esta na pré-impressão, termo que se usa para descrever o processo pelo qual deve passar um arquivo antes de ser impresso. As etapas são necessárias para que a impressão seja bem sucedida. E o processo de impressão seja ágil.
A única maneira de fazer uma boa reprodução (impressão) é partindo de imagens em alta resolução.

Offset

Processo de impressão indireta, a partir de uma matriz transfere a imagem para uma manta de borracha, em seguida, para a superfície de impressão, baseia-se na repelência de água e óleo, a impressão é planografica não tem alto nem baixo relevo. Para transferir a imagem a matriz (chapa de alumínio) recebe tinta dos rolos de tinta, enquanto a área de não impressão (contragrafismo) recebe uma película de água (“solução de fonte”), mantendo a área que não será impressa sem tinta. As modernas rotativas alimentadas por bobinas produzem o material gráfico em alta velocidade e são multi tarefa, podendo imprimir e fazer acabamentos em linha.
Foram introduzidas no mercado em dois momentos – em 1875 por Robert Barclay da Inglaterra para a impressão em folha de flandre (Lata), e em 1904 por Ira Washington Rubel dos Estados Unidos para a impressão em papel.

Qual é a diferença entre CMYK e RGB?

“RGB” refere-se às cores primárias: vermelho, verde e azul, padrão utilizado para exibição em monitores de computador e televisores em geral.  “CMYK” refere-se às cores primárias de pigmento: ciano, magenta, amarelo e preto. O padrão CMYK é usado em máquinas de impressão para fazer qualquer matiz possível para impressão em cores. Padrão de quatro cores primárias, que combinadas formam cores ilimitadas. O padrão CMYK é mais usado para impressão em papel, onde 4 cores de tinta geram uma qualidade final melhor do que apenas 3.

Emulsionamento de Tinta.

Excesso de solução de fonte, dosagem errado do álcool isopropilico ou tinta fora de especificação. Ajustar o PH para 4.0 a 4.5, álcool em 10% e verificar pressão.

Dublagem circunferencial.

Pode ser: espessura irregular da blanqueta ou mal fixada, substrato mal tensionado.

Dublagem lateral.

Verificar: a calandragem do papel, paralelismo de cilindros, blanqueta montada na direção correta, muito importante verificar a uniformidade da espessura da blanqueta.
Ganho de ponto muito alto.
Pode ser: excesso pressão, “tack” incorreto da tinta ou falta de sincronismo entre bateria de água e tinta, ajustar balanço água tinta, temperatura da tinta muito elevada, blanqueta inadequada, temperatura da refrigeração.

Cartilha de Provas Digitais

Faça o download da Cartilha de Provas Digitais em PDF:
Cartilha Provas Digitais WEB.